João Pessoa, 24 de Maio de 2017

18 de Dezembro de 2011

Veneziano mostra tranquilidade quando o assunto é cassação

Veneziano mostra tranquilidade quando o assunto é cassação

O prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), disse que está tranquilo quanto ao resultado do julgamento do Recurso Contra Expedição de Diploma (RCED), impetrado pela Coligação Por Amor a Campina, liderada por Rômulo Gouveia, que ficou em segundo lugar nas eleições municipais de 2008. Veneziano acredita que a ação será julgada improcedente pelo Tribunal Regional Eleitoral.

O julgamento foi iniciado na última terça-feira (13). O juiz-relator João Batista Barbosa, do TRE, votou pela cassação do mandato do prefeito e de seu vice, José Luiz Júnior (PMDB). Em seguida, pediu vista do processo o juiz Miguel de Britto Lyra. Os demais juízes decidiram esperar pelo voto vista para prosseguir com o julgamento.

Veneziano ressaltou que os fatos discutidos no processo foram os mesmos apresentados em outras ações também julgadas pela Corte, sendo inclusive absolvido. Ele lembrou que o juiz João Batista foi o mesmo relator da Aije do Cheque da Maranata e votou pela cassação, no entanto, a maioria dos membros do TRE teve outro entendimento.

“Não há diferença absolutamente nenhuma. O que nos tranquiliza profundamente em relação à ação é que todos os pontos que já foram abordados foram os mesmos que já foram motivo de apreciação de julgamento de absolvição. Nada de novo. O que você tem na RCED é o que você teve nas Aimes e Aijes”, frisou Veneziano.

O prefeito campinense afirmou que os adversários estrategicamente, nas eleições de 2008, acharam por bem judicializar o pleito, “criando inverdades, juntando fatos inverídicos, completamente fora da contextualização”. Todavia, acrescentou Veneziano, “nós fomos vencendo uma a uma todas as ações”, lembrou. O julgamento deve ser retomado em janeiro.




Redação


  • Com JP Online



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.