João Pessoa, 16 de Agosto de 2017

05 de Janeiro de 2017

Ator paraibano chega a cenário nacional

Ator paraibano chega a cenário nacional

Em sua terra natal o ator Apollo Costa encontra-se de férias na capital paraibana comemorando com a família e amigos seus novos trabalhos das grandes produções que tem realizado desde o ano passado.


Há sete anos morando no Rio de Janeiro o artista vêm conquistando seu espaço no cenário nacional e o público teen. Na TV, estreou interpretando por três temporadas o personagem Marco da novelinha “Gaby Estrella”, do canal Gloob, da GLOBOSAT, com direção de Cláudio Boeckel.


No cinema nacional o ator teve sua estreia em 2016 com o personagem “Bocão” do longa “É Fada”, baseado no livro “Uma Fada Veio Me Visitar” da escritora Thalita Rebouças, dirigido por Cris d’Amato, produção de Daniel Filho, estrelado por Kéfera Buchmann, Klara Castanho e grande elenco.


Neste ano, Apollo, fará participação na fase adolescente do personagem “Tim” interpretado pelo ator Lúcio Mauro Filho, no Longa “Chocante”, novo filme da Casé Filmes produzido por Augusto Casé, com distribuição da Imagem Filmes, coprodução da Globo Filmes, reunindo um elenco de ponta do humor brasileiro. Os garotos da banda são vividos por Bruno Mazzeo (Téo), Lúcio Mauro Filho (Tim), Bruno Garcia (Toni) e Marcus Majella (Clay), além de Débora Lamm (Quézia).


2016 foi um ano em que Apollo pôde interpretar no palco o psicopata Toby do espetáculo “Sweeney Todd – O barbeiro demônio da Rua Fleet”, adaptação do musical que deu origem à versão cinematográfica estrelada por Johnny Depp, com Direção Geral de João Gofman, produção do Utópico Coletivo, temporada no Teatro Alcione Araújo, na Biblioteca Parque Estadual. Em entrevista o ator declarou: “Foi incrível vivenciar no palco um personagem profundo, onde interpretei, cantei e dancei com atores admiráveis, a sombria história do barbeiro assassino, ao som de uma orquestra composta por 15 instrumentos. Experiência que me ajudou nesta transição para a minha carreira adulta”.


Apollo encerrou o ano de 2016 participando do Musical “Um Anjo no Natal”, interpretando o personagem Francisco, ficando em cartaz no mês de dezembro, no Teatro Cesgranrio.


Neste ano, Apollo, foi selecionado para interpretar o Lucas, na série “Eduardo e Mônica” , Co-Produção do diretor James Hall e da produtora Demiurgo Filmes. E no Seriado “A História não contada do Brasil”, fará o jovem General Juan López, o filho do Presidente do Paraguai Francisco Solano López Carrillo, à frente do projeto o ator/apresentador Dan Stulbach, com produção da Band.


Uma das realizações marcantes do artista foi o sucesso de sua participação na turnê Brasil 2016 da ex-RBD Maite Perroni com produção artística exclusiva da Mundo Entertainment realizada em Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro. “Receber o convite para cantar ao lado da diva mexicana foi uma honra”, declarou.


Para 2017, Apollo, informa que realizará o lançamento de sua carreira como cantor pop tendo como empresário musical Deva Santos, da Mundo Entertainment, “Em breve estarei lançado o videoclipe do meu primeiro single. Eu já gravei quatro músicas. To muito feliz!”, diz o cantor.


SOBRE

APOLLO COSTA


Nascido na capital paraibana, Apollo Costa, aos dois anos de idade começou a carreira artística participando de desfiles e campanhas publicitárias. Vencedor dos Concursos de Beleza Infantil carregou o título de Mister Paraíba por dois anos e de Top Model Nordeste Infantil.


Aos sete iniciou seus estudos nas artes cênicas no Núcleo de Teatro Universitário (NTU), Teatro Lima Penante. Fez participações em nove peças com destaque para “Maria Canta a Paixão” – personagem “Jesus Menino” ficando em cartaz no período da Páscoa.


Na época a mãe do artista Cláudia Lima vivenciando o talento do filho pela música e interpretação criou o grupo musical infantil “High School Musical Cover Kids”, sendo Apollo, componente principal. Por um longo tempo realizaram apresentações em festas e eventos abertos ao público.


A sua experiência como apresentador infantil partiu do convite que recebeu da diretora e produtora Ana Paula Viana da Hits Produções que já o dirigia nos comerciais. O seu primeiro contato com o cinema foi através da Oficina do Cineasta Walter Lima Júnior quando esteve ministrando um Workshop no Fest Aruanda, realizado no Hotel Tambaú. “Eu queria muito fazer um curso de cinema. E a Oficina do Walter era para adulto. Não podia criança nenhuma participar. Eu e os meus pais falamos com a produção que me levou até o Walter. Muito simpático o Walter me autorizou na turma sendo para mim uma experiência inesquecível. Ainda mais pela oportunidade que ele me deu de interpretar um personagem dramático” diz Apollo. Ainda em João Pessoa participou das oficinas com Marcélla Cartaxo e da minissérie da TV Cultura “Geração Saúde”.


Aos doze anos Apollo acompanhado pelos Pais foi morar no Rio de Janeiro com o objetivo de aprender buscando reconhecimento profissional. Já instalado com três meses foi selecionado para uma peça e a partir daí foram surgindo outras peças. Estudou Canto na Escola de Música da UFRJ, situada na Cinelândia, obtendo grande aprendizado com a Professora Maria José Chevitarese. Em seu currículo constam participações na Ópera da Escola de Música UFRJ, nas Companhias da Renata Maya, Grupo Capa, Cia Paulista de Teatro, entre outros.


A sua jornada teatral carioca tem participações nos Musicais e nas peças de “João e Maria”, “Papo de Sapato”, “Menino Maluquinho”, “Arca dos Bichos”, “Juca, Joca e o pé de jaca”, “Princesas contra a bruxa do mal”, “Alice, num musical das maravilhas”, “O Cavalinho Azul”, “Brenda e Alan”, “Búúú! Os Monstrinhos Atrapalhados”, “Embarque Nesse Carrossel” e “Amores Virtuais”. Sendo também protagonista da Ópera Infantil “O cavalinho Azul” de Tim Rescala e do Musical “Coração Canção” de Renata Maia.


Durante um ano foi um dos integrantes do Coral Maluquinho do Programa ABZ do Ziraldo exibido pela TV Brasil.


Na dança frequentou durante um ano e meio as aulas na Escola de Dança e Centro Cultural Jaime Arôxa. Desfilou por três anos consecutivos na Ala Infantil das Escolas Império Serrano e Unidos da Tijuca. Obtendo também destaque com a performance do menino pintor brasileiro Cândido Portinari, da Escola de Samba Imperatriz Leopoldinense. Em 2015 desfilou pela Império Serrano infantil incorporando Estácio de Sá.


O cinema já lhe um protagonista o personagem Rodrigo do filme de média-metragem musical “Máquina de Lavagem” do Diretor de imagens Tuto Marcondes. E também participação no curta “Nós” e no Institucional “Corredores ecológicos”. Além da websérie nacional “Família Pinheiro”, do Bradesco Seguros, interpretando o personagem Bruno Pinheiro, com a direção da Renata Sette.


Após três anos morando no Rio passou no teste de elenco realizado pela renomada Cibele Santa Cruz conquistando o seu primeiro trabalho na TV, o personagem Marco da novela infantil “Gaby Estrella” exibida no canal por assinatura infantil Gloob, da GLOBOSAT. “Quando fui selecionado para fazer o Marco de Gaby Estrella realizei um grande sonho. Eu amo esse personagem”, declara o ator. Na mesma época foi selecionado para o filme do Pelé que seria sua estreia de fazer um filme em inglês. “Eu fiquei muito feliz por ter passado no teste e compreendi que não seria possível conciliar os dois trabalhos” declara.


Em 2014, Apollo Costa, foi Escolhido entre 1500 jovens e após algumas audições entrou para a Banda teen extinta “Só Cinco”. Após um ano encerrou participação para se dedicar exclusivamente à sua carreira artística e ao seu Curso da Faculdade de Cinema.


Em 2015 participou da temporada no Rio de Janeiro do “Show do Mickey Mouse” Musical da Disney. Na parte musical ao lado da também atriz e cantora Ayumi Irie lançou os vídeos “Soul Teen Love” e “Vejo Uma Porta Abrir”.


Dedicado aluno universitário do curso de Cinema e Audiovisual Apollo Costa no ano passado estreou o Seriado “Aborrescentes” lançado pela Trindade Filmes na internet e no canal fechado NGT. Além de assinar o roteiro e direção do seriado “Diferentemente”.


Apollo vai estreou seu primeiro longa-metragem em 2016. Após ter passado no teste o ator integra o elenco teen do filme “É Fada” baseado no livro “Uma Fada Veio Me Visitar” da escritora Thalita Rebouças, dirigido por Cris d’Amato, produção de Daniel Filho, estrelado por Kéfera Buchmann, Klara Castanho e grande elenco. Na época das gravações em sua conta da rede social o ator compartilhou alguns momentos e expôs admiração pelo Diretor Daniel Filho, elogiou a atriz Klara Kastanho e toda equipe. “Eu to me divertindo MUITO gravando com esses colegas de trabalho e essa produção maravilhosa!! Uhuuul!! Muito bom estar na presença dessas feras! E o melhor de tudo é que todo mundo é muito gente boa e é muito bom trabalhar com essa galera!”, declara.


No carnaval carioca de 2016, convidado pela Rosalina de Jesus (conselheira), Sandra Aroeira (Diretora de Projetos) e Rosemarir Henrique (secretária administrativa), da Unidos de Vila Isabel, Apollo, foi um dos destaques do carro “O Teatro”. No desfile do Grupo Especial a Escola Vila Isabel cujo presidente Luciano Ferreira homenageou o político Miguel Arraes. E no grupo das escolas mirins no desfile da Escola Império Serrano infantil interpretou Zeus (o pai dos Deuses), a convite do professor e amigo Wanderley Alves.


Apollo Costa nasceu no dia 21 de julho. Aos 19 anos carrega em seu currículo a profissão de Ator, Cantor e Dublador. Além de tocar teclado, violão, sapatear é aluno do Tadeu Mathias, preparador vocal do quadro “Os Iluminados”, do Domingão do Faustão, da Rede Globo. Jovem geração saúde é atleta de Kung Fu, tendo sido bicampeão paraibano. Atualmente mantém a boa forma com seu Pai, o personal trainer Wanilson Pantera (Proprietário da Pantera Academia) e Presidente da Federação Paraibana de Musculação. “Aprendi desde criança com meu Pai a importância de praticar um esporte e manter uma alimentação saudável. Eu sou um jovem feliz!”, declara Apollo.


Foto-crédito: Mundo Entertainment

LINKS-FOTOS – Arquivo Pessoal – Cláudia Lima (mãe e produtora do ator)


Ascom




Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.