João Pessoa, 29 de Março de 2017

09 de Janeiro de 2017

Gerente de Saúde diz que “28 morreram por Chikungunya e 7 por dengue”

Gerente de Saúde diz que “28 morreram por Chikungunya e 7 por dengue”

 A gerente da 3ª Regional de Saúde da Paraíba, Tatiana Medeiros, em entrevista concedida na manhã desta segunda-feira (9), revelou que dos 108 casos de óbitos suspeitos por doenças transmitidas pelo mosquito Aedes no Estado, a maioria das vítimas morreu de Chikungunya.


– No ano passado, 28 morreram por Chikungunya e sete por dengue. Todos devem participar do enfrentamento contra o mosquito transmissor. As ações governamentais, mesmo que permanentes, nunca serão suficientes se a população não se sentir responsável – alerta Tatiana.


Segundo Tatiana, a escolha desses municípios como prioridade é resultado de dados de infestação do mosquito nas cidades e registro de mortes.


– Ter um carro fumacê na sua cidade não é um bom sinal, quer dizer que a situação está crítica – revela.


A gerente orienta que as pessoas que tenham sintomas das doenças procurem serviço médico para receberem tratamento apropriado e contribuírem com a precisão dos dados.


Cerca de 80% dos focos de infestação do mosquito Aedes estão dentro das residências, até em lugares inusitados, como um copo para descansar prótese dentária.



Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.