João Pessoa, 30 de Maio de 2017

17 de Fevereiro de 2017

Três homicídios são registrados em JP em menos de meia hora

Três homicídios são registrados em JP em menos de meia hora

Trinta minutos. Esse foi o intervalo entre três homicídios registrados na noite de ontem, quinta-feira (16), na Grande João Pessoa. Dois deles aconteceram em bairros da Capital, enquanto o outro foi registrado no município de Santa Rita.

No bairro do Valentina, em João Pessoa, um homem identificado por Jackson, de 23 anos, foi morto a pauladas. A suspeita é de que ele foi linchado porque estaria cometendo assaltos na região do Planalto da Boa Esperança. O Samu constatou o óbito.

Já no Varadouro, também em João Pessoa, um homem identificado como Careca, foi morto com quatro tiros. De acordo com informações da polícia, acredita-se que o crime foi homofóbico, já que a vítima era homossexual.

No bairro Alto das Populares, em Santa Rita, região metropolitana da Capital, um jovem de 21 anos, identificado como Leandro Olegario da Silva, foi o alvo de homicídio./ De acordo com informações da polícia, a vítima foi perseguida por homens que estavam de carro./ Ele entrou em uma casa, mas foi baleado no local com nove tiros.

O IPC foi acionado para fazer as perícias e remoção dos corpos. A PM esteve nos locais de cada homicídio para colher dados e repassar à Polícia Civil.

Em todos os casos ninguém foi detido e nem os autores foram identificados. A autoria e a motivação dos crimes já estão sendo investigadas.  



PB Agora





Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.