João Pessoa, 23 de Agosto de 2017

17 de Fevereiro de 2017

Técnicos da Emater orientam como combater doenças em fruteiras no litoral

O Litoral do Estado se caracteriza por ter um clima quente e úmido, o que favorece ao desenvolvimento de pragas e doenças, dificultando um melhor manejo dos pomares existentes e contribuindo para o uso indiscriminado de agrotóxicos. Para conter o avanço e surgimento de males, a Gestão Unificada, por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) conta com equipe técnica de pesquisadores para oferecer assistência aos agricultores dessa região.


Nesta semana, por exemplo, o engenheiro agrônomo da Emater Pedro Paulo Bezerra da Silva, assessor estadual de fruticultura, visitou uma comunidade no Litoral para prestar assistência e orientar ao sitiante como conter doenças que surgiram em suas plantações, principalmente o plantio de mangueira que apresentavam folhas ressequidas.


Conhecedor dos problemas existentes das plantações, o agrônomo Pedro Paulo explicou que existem alternativas mais satisfatórias para a conservação destes pomares, principalmente, quando se trata de pequenas áreas geralmente utilizadas para lazer. Trata-se dos defensivos naturais e do uso de controle mecânico, que consiste de podas e para facilitar o manejo o monitoramento constante dos pomares.


Algum tempo atrás, o agricultor percebeu que as árvores de seu quintal produtivo estavam com folhas ressequidas, deixando os frutos sem qualidade comercial. Foi quando procurou a Emater para uma consulta. O técnico esteve no local e fez todas as recomendações que ajudarão na recuperação de plantação.


Também em outras regiões as mangueiras são atacadas por outros tipos de doenças, como por exemplo, a seca da mangueira, mais conhecido como o Mal do Recife. A recomendação é cortar e queimar a árvore contaminada imediatamente.

 

Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.