João Pessoa, 21 de Fevereiro de 2017

17 de Fevereiro de 2017

Ato de trabalhadores marca reabertura do parlatório na ALPB

Ato de trabalhadores marca reabertura do parlatório na ALPB

 O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia Filho (PMDB) comentou a reabertura do Parlatório do Povo Deputado Tota Agra nesta sexta-feira (17). Para ele, é o cumprimento da Casa com o povo que poderá utilizar o instrumento para debates e manifestações como hoje. Várias entidades de trabalhadores estão reunidos na frente da Assembleia para debaterem a reforma da previdência.


A volta do Parlatório foi marcada pela aprovação da sua lei e regulamentação na última quarta-feira (15), por unanimidade. O presidente destacou que será um grande espaço para os movimentos sociais e a população de levar até a Casa pleitos da sociedade para debates.





"O Parlatório vai ser a tribuna do povo, espaço onde os representantes dos movimentos sociais utilizarão para reivindicar direitos. Eu tenho certeza que vai ser um novo momento para a Casa, pois vamos promover ainda mais debates democráticos" e complementou.



"Nós tinhamos nos comprometido de aproximar a população ao Poder Legislativo e o Parlatório foi a melhor alternativa. Hoje teremos um grande debate na frente da Assembleia e a moda deve pegar. Sempre que formos procurados vamos analisar e com 48 de antecedência é decidida a sua realização".


A Audiência Pública que marcará a reabertura do Parlatório vai debater a Reforma da Previdência elaborada pelo Governo Federal, especialmente a situação de quem trabalha no campo. Segundo a proposta inicial, a partir de agora o trabalhador terá de contribuir por 49 anos com o INSS para poder se aposentar.


PB Agora

Fotos reprodução Whatsapp








Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.