João Pessoa, 28 de Maio de 2017

06 de Março de 2017

Calendário de vacinação: Campanhas começam a partir deste mês

Calendário de vacinação: Campanhas começam a partir deste mês

 O Programa Nacional de Imunizações (PNI) repassou, para divulgação e mobilização dos gestores e da população, o calendário das Campanhas Nacionais de Vacinação que serão realizadas em 2017. Para este ano, estão previstas as Campanhas de Mobilização e Comunicação para atualização da Caderneta de Saúde do Adolescente; Campanhas Nacionais de Vacinação Contra Influenza e Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente.


No mês de março, o Ministério da Saúde fará a Campanha de Mobilização e Comunicação para vacinação do adolescente, visando a atualização da Caderneta de vacinação deste público. O foco da campanha será direcionado às mudanças no Calendário Nacional de Vacinação, com ênfase nas vacinas HPV e Meningocócica C (conjugada), além de reforçar as indicações já estabelecidas na rotina de vacinação.


“Vale lembrar que tanto a HPV, quanto a Meningocócica C não são ofertadas apenas em campanhas, mas na rotina de vacinação das unidades de saúde, portanto, estão disponíveis durante todo o ano. O importante é que elas sejam reforçadas na implantação da rotina de vacinação do adolescente”, ressaltou a chefe do Núcleo de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Isiane Queiroga.


A vacina HPV segue para as meninas de 9 e menores de 15 anos. A novidade é que ela será ampliada para os meninos de 12 a 13 anos de idade. “O objetivo é prevenir casos de cânceres de pênis, de orofaringe e verrugas genitais. Além disso, por serem responsáveis pela transmissão do vírus em suas parceiras, ao receberem a vacina, os homens colaborarão com a redução da incidência do câncer de colo de útero e vulva nas mulheres, prevenindo também casos de cânceres de boca, orofaringe, bem como verrugas genitais”, explicou Isiane.


A partir de 2017, a vacina HPV também estará disponível para homens e mulheres convivendo com HIV/Aids, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e pacientes oncológicos em tratamento quimioterápico ou radioterápico, de 9 a 26 anos. Para este grupo é fundamental a prescrição médica para atendimento nos serviços do Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (Crie).


Já o reforço da vacina meningocócica C (conjugada) estará disponível para adolescentes (meninos e meninas) de 12 a 13 anos de idade. “Estudos comprovam que é necessária a administração de doses de reforço com as vacinas meningocócicas conjugadas na adolescência para garantir a proteção nessa fase da vida. A vacinação de adolescentes proporcionará proteção direta impedindo o deslocamento do risco de doença para esses grupos etários, estendendo, ainda, a proteção a coortes de indivíduos não vacinados”, informou Isiane Queiroga.


Campanha Nacional Contra Influenza – O Ministério da Saúde preparou a 19ª Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza no período de 10 de abril a 19 de maio, sendo 6 de maio o dia de mobilização nacional. O público-alvo da campanha corresponde a 54,3 milhões de pessoas – para tal, serão disponibilizadas 59,7 milhões de doses da vacina. Na Paraíba, a população alvo corresponde a 1.069.972 pessoas. A meta é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação – mais uma novidade para este ano (até 2016, a meta era atingir 80% do público-alvo).


Para este ano, outra novidade é a inclusão dos professores do ensino básico (Ensino Regular, Especial e/ou Educação de Jovens e Adultos) e superior das escolas públicas e privadas.


“Além dos professores, serão vacinados indivíduos com 60 anos ou mais de idade; crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (quatro anos, 11 meses e 29 dias); as gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); os trabalhadores de saúde; os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional”, elencou Isiane Queiroga.


Segundo semestre – No período de 11 a 22 de setembro, sendo 16 de setembro o dia de mobilização nacional, as atividades seguem com a Campanha Nacional de Multivacinação para Atualização da Caderneta de Vacinação da Criança e de Adolescentes menores de 15 anos de idade.


“A estratégia visa diminuir o risco de transmissão de doenças imunopreveníveis, além de reduzir as taxas de abandono do esquema vacinal. O envolvimento das três esferas de gestão nas ações de imunização tem confirmado resultados exitosos no país, a erradicação da pólio e a eliminação do sarampo e da rubéola”, disse Isiane.


É importante destacar que o Ministério da Saúde, juntamente com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, recomenda aos municípios que movam esforços no sentido de garantir a vacinação da população alvo, reiterando a necessidade de alcançar altas e homogêneas coberturas vacinais nas campanhas nacionais de vacinação.


Secom-PB



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.