João Pessoa, 25 de Maio de 2017

18 de Abril de 2017

Depois de pausa, veja como estão os rivais da Chape na Libertadores

Depois de pausa, veja como estão os rivais da Chape na Libertadores

 Mais de um mês depois, a Chapecoense volta a entrar em campo pela Libertadores da América. Em um dos grupos mais disputados da edição 2017 do torneio, onde cada equipe possui uma vitória e uma derrota, o Verdão tem a chance de ficar um passo à frente dos adversários na briga por uma vaga na próxima fase. Depois de vencer o Zúlia e perder para o Lanús, a Chape entra em campo contra o Nacional, na Arena Condá, às 21h45 desta terça-feira.

NACIONAL Adversário da Chape nesta terça, o Nacional iniciou bem a competição, com uma vitória por 1 a 0 em cima do Lanús, fora de casa. Cabeça de chave e considerado um dos favoritos para avançar à próxima fase, o time uruguaio vacilou jogando em casa, foi superado pelo desconhecido Zúlia (1 a 0) e deixou a tabela de classificação embolada. Agora, precisa de uma vitória para confirmar o favoritismo no grupo 7.

Se na Libertadores ainda não empolgou, no Campeonato Uruguaio o Nacional domina e é líder isolado, com 26 pontos. Depois da derrota para o Zúlia, o time teve uma maratona pelo campeonato local: sete jogos. Além das cinco rodadas programadas, o Nacional fez mais duas partidas atrasadas. Foram quatro vitórias (El Tanque Sisley, Liverpool, Montevideo Wanderers e Cerro), dois empates (Peñarol e River Plate) e uma derrota (Boston River), a única até o momento na competição.

A base da equipe titular é a mesma que atuou nos jogos da Libertadores. No entanto, o técnico Martín Lasarte tem dois desfalques para o jogo contra a Chape. Fucile, lateral ex-Santos e da Seleção Uruguaia, e Sebastián Fernández, atacante, saíram mais cedo do jogo contra o Montevideo Wanderers por conta de lesão. Espino e Aguirre são os prováveis substitutos.

LANÚS O Lanús, atual campeão argentino, não teve uma boa largada na Libertadores, mas conseguiu se recuperar. O time foi derrotado em casa, na estreia, para o Nacional, por 1 a 0. Depois disso, os argentinos venceram a Chape na Arena Condá por 3 a 1 e assumiram a liderança do grupo 7 pelo saldo de gols. O próximo compromisso é contra o Zúlia, na Argentina.

Apesar da liderança do grupo na Libertadores, o time de Buenos Aires não passa por uma boa fase. Após a pausa na competição, em função da greve dos atletas, o time teve apenas duas vitórias, uma delas na Libertadores, em cima da Chape. Depois do jogo contra o Verdão, foram cinco partidas no Apertura, com três derrotas (River Plate, Colón e Talleres), um empate (San Martin) e o triunfo sobre o Banfield.

O time grená é praticamente o mesmo que venceu a Chape em março. Os argentinos têm o desfalque do volante Aguirre, que retorna de lesão apenas na próxima semana. Com um esquema de jogo bem formatado, com manutenção da posse de bola e jogadas pelas laterais, a principal arma é o setor de ataque. O homem de referência do trio ofensivo, José Sand, é um dos artilheiros do Apertura, com 11 gols. Desde o jogo contra o Verdão, na Libertadores, onde também deixou o dele, o centroavante balançou as redes cinco vezes em quatro jogos.

ZÚLIA A vitória por 1 a 0 fora de casa em cima do Nacional surpreendeu. Depois de perder para a Chapecoense, em casa, o time venezuelano segue vivo na disputa por uma das vagas nas oitavas. O próximo desafio do Zúlia é em casa, contra o Lanús.

Durante o intervalo de um mês na Libertadores, o Zúlia teve quatro jogos pelo Apertura venezuelano. O time de Maracaibo venceu duas (Zamora e Mineros) e perdeu duas (Metropolitanos e Carabobo). Assim, o atual vice-campeão da Venezuela caiu para a sexta colocação na tabela.

Com um poderoso trio no meio-campo, formado por Orozco, Savarino e Arango, o técnico Daniel Farías praticamente não mudou o time em relação ao que utilizou nas duas primeiras rodadas da Libertadores. Apesar de ser uma jovem promessa, Savarino é o artilheiro da equipe no torneio nacional e foi o autor do gol em cima do Nacional, na última rodada da competição continental.

Globo.com




Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.