João Pessoa, 27 de Maio de 2017

15 de Maio de 2017

Fraude em concursos: PRF é apontado como chefe de quadrilha

Fraude em concursos: PRF é apontado como chefe de quadrilha

Trata-se de um Policial Rodoviário Federal um dos chefes da quadrilha de criminosos que burlava o ingresso no serviço público através de fraude em concursos.

A informação foi dada na manhã desta segunda-feira (15), pela Polícia Civil, durante coletiva de imprensa relativa à segunda fase da Operação Gabarito.

O servidor foi identificado como Marcus Vinicius Pimentel. Ele está foragido e é alvo de buscas da Polícia Civil.

De acordo com as investigações, cerca de 25% dos valores obtidos pela quadrilha por meio das fraudes ficava com esse PRF.

Conforme o superintende da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela “nenhum criminoso será protegido, independente do cargo que ocupe”.

Conforme as investigações, o irmão do PRF, Marcelo Pimentel, foi preso na primeira fase da operação, deflagrada há uma semana. “Com a prisão do Marcelo ele tentou fazer a mudança no apartamento na terça, mas o síndico não permitiu”, disse o delegado.

Conforme a polícia, Marcus Vinicius está de licença há pelo menos um ano da PRF e vinha se dedicando a ação criminosa. Ainda segunda a polícia, na primeira abordagem, que ocorreu em um condomínio de luxo, Marcus Vinicius conseguiu fugir em uma BMW.

Os seis envolvidos na fraude foram apresentados nesta manhã, são eles: 

Luís Paulo da Silva dos Santos, que passou em vários concursos. Ele foi preso em Recife

Diones Leite, funcionário concursado do Detran da Paraíba. Era agente de vistoria.

Alexandro Camilo de Sousa. Ele trabalhava no IBGE, tendo o sido o quarto colocado no concurso do ano pasado.

Dayane Nascimento. Ela passou em dois concursos. Um em Bayeux e outro em Santa Rita. Ela era casa com Vicente, apontado como um dos principais organizadores do esquema.

Segundo a Polícia, ela também é apontada como atuante da quadrilha que se beneficiava por fraudes em concursos.

Também foram detidos dois policiais militares: Poliana de Alencar (citada como um dos membros da quadrilha) e o Sérgio Firmimo da Silva.




PB Agora



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.