João Pessoa, 17 de Outubro de 2017

04 de Agosto de 2017

HU de CG tem setor interditado por falta de escala de médicos

HU de CG tem setor interditado por falta de escala de médicos

 O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou a unidade de pronto atendimento do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande.

De acordo com o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), a suspensão das atividades médicas no setor acontece por causa da falta de escala médica.

Segundo o diretor de fiscalização João Alberto Pessoa, há mais de um ano o CRM-PB acompanha a situação do atendimento aos pacientes no hospital. “Após contatos recentes de médicos, voltamos a fiscalizar o hospital e constatamos a falta de profissionais na escala de plantões, comprometendo o atendimento aos pacientes e prejudicando os médicos que estavam em atendimento e precisavam se ausentar após o plantão”, explicou.

Ainda de acordo com João Alberto, a interdição ética médica é exclusiva para o setor de pronto atendimento. “Este tipo de interdição proíbe apenas os médicos de atuarem no setor interditado. O trabalho de outros profissionais não está vetado e os médicos podem continuar prestando atendimento em outros setores do hospital”, disse.

UPA - Já o Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba ingressou com pedido de suspensão do Processo Seletivo da UPA de Campina Grande, em virtude da baixa remuneração ofertada para o cargo de Enfermeiro.

No Edital é estabelecido para o enfermeiro a jornada de 10 a 15 plantões de 12 horas, oferecendo a remuneração de R$ 127,50 por plantão. Para Técnico de enfermagem, com jornada de 40 horas semanais, a remuneração é de R$ 1.000,00. Contudo, o enfermeiro deverá exercer atividades que exige formação profissional e atribuições de extrema responsabilidade, o que demonstra a complexidade do cargo.

Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.