João Pessoa, 17 de Outubro de 2017

10 de Agosto de 2017

Bebês com microcefalia em CG recebem kits multissensoriais

Bebês com microcefalia em CG recebem kits multissensoriais

 Famílias de Campina Grande e de outras cidades do Compartimento da Borborema, que têm crianças com microcefalia e outros transtornos neurológicos, agora tem mais um aliado no enfrentamento desse problema. Trata-se de um projeto de pesquisa e outro de extensão, desenvolvidos pelo Departamento de Fisioterapia da Universidade Estadual da Paraíba, que estão sendo responsáveis pela disseminação de uma iniciativado Fundo das Nações para a Infância (Unicef). Por meio desse projeto, teve início na manhã dessa quarta-feira a distribuição de kits multissensoriais destinados ao tratamento de bebês com microcefalia.

Nessa tarefa, o Unicef tem no Brasil a parceria da Fundação Altino Ventura. A entrega de 40 kits de estimulação multissensorial às mães cujos bebês têm microcefalia e outros transtornos neurológicos, ocorreu no auditório do Departamento de Fisioterapia da Universidade Estadual da Paraíba, Campus de Campina Grande. A iniciativa, segundo a professora Eliane Nóbrega Vasconcelos, faz parte do projeto de extensão “Microcefalia em bebês de risco” e do projeto de pesquisa em microcefalia, que ela coordena na instituição de ensino superior.


A UEPB vem acompanhando bebês com este problema há nove meses e atendendo há cerca de 20 outras crianças com diferentes deficiências. Desenvolvida pelo Departamento de Fisioterapia, a campanha intitulada “Estimulação e Desenvolvimento” está dividida em quatro etapas: reprodução dos kits de estimulação multissensorial para crianças de zero a três anos; distribuição de calças de posicionamento; confecção de mini kits para crianças de zero a quatro anos; e aplicação de protocolo de acompanhamento de crianças com transtorno de desenvolvimento, na faixa etária de zero a três anos. O mini kit é formado por uma placa e um chocalho. Segundo a professora Eliane Nóbrega, esse material promove a estimulação visual, tátil, auditiva e motora.


Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.