João Pessoa, 18 de Agosto de 2017

11 de Agosto de 2017

Polícia Civil cumpre mandados de prisão no Lar do Garoto

Polícia Civil cumpre mandados de prisão no Lar do Garoto

 A Polícia Civil, está realizando nessa sexta-feira (11)  uma operação na unidade socioeducativa Lar do Garoto, em Lagoa Seca. A PC cumpre  dez mandados de prisão preventivas.

Os mandados foram expedidos pelo juiz do 1º Tribunal do Júri de Campina Grande e são referentes aos crimes de tentativas de homicídio, vilipêndio a cadáveres, dano ao patrimônio público, motim, ameaças a internos que foram feitos reféns durante a rebelião no Lar do Garoto, que ocorreu no mês de junho deste ano.

A operação é denominada de Retomada, e os mandados de prisão estão sendo cumpridos nas cidades de Lagoa Seca, Campina Grande, João Pessoa e Monteiro.

As delegadas da Infância e Juventude da Polícia Civil foram designadas para instaurar os inquéritos e presidir a investigação relativa aos crimes praticados durante a rebelião.Os mandados de prisão estão sendo cumpridos nas cidades de Lagoa Seca, Campina Grande, João Pessoa e Monteiro.

No dia 3 de junho, uma rebelião no Centro Socieducativo do Lar do Garoto deixou sete internos mortos e dois feridos. Os internos atearam fogo nos colchões e móveis e a maioria dos mortos foram carbonizados. Durante o tumulto pelo menos nove internos conseguiram fugir da unidade, sendo que três deles já foram capturados.

Essa semana, após dois meses e seis dias da rebelião que resultou em sete mortes de internos no Centro Educativo Lar do Garoto, a mãe de um adolescente afirma que os socioeducandos estão sendo agredidos por novos agentes da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente da Paraíba (Fundac-PB).

O vice-diretor do Lar do Garoto, Francisco Clementino de Sousa, negou a prática das agressões por parte dos novos agentes e revela que tem alguns que já receberam até ameaças dos pais dos internos.


PB Agora



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.