João Pessoa, 17 de Novembro de 2017

08 de Setembro de 2017

Paraibano foge do furacão Irma

Paraibano foge do furacão Irma

O furacão Irma já é o primeiro da história a manter por mais de 24 horas ventos de cerca de 297 km/h. Até a noite desta quinta-feira (07) as informações são de que 11 pessoas já haviam morrido.


Em Miami o clima é tenso, mas não há desespero, como afirmou o paraibano Márgyu Dalmon, que deixou a cidade nesta quinta-feira (7) junto com o amigo Ricardo Alexandre, que mora há 12 anos na Austrália. Os dois combinaram passar o aniversário de Ricardo em Miami, onde estavam desde o dia 30 de agosto. “Deu errado”, afirmou Márgyu para o Turismo em Foco.


De acordo com o paraibano, logo no começo da manhã todas as pessoas que estavam em hotéis ou não estavam sendo informadas de que deveriam deixar a cidade imediatamente, pois o furacão estaria se aproximando. “Saindo da cidade, todos fora dos hotéis com as malas, quem ficou estava indo para abrigos, quem não estavam teria que ir embora”, revelou.


O paraibano disse que os estacionados e pedágios ficaram livres, sem pagamento de taxas, por decisão do Governo, que mandou liberar todos. “Indo para Orlando, rodovia alternava entre tranquila e muitos congestionamentos. A grande maioria saiu ontem (quarta-feira). Parece uma cidade de zumbis”, apontou. Foram mais de sete horas de viagem entre Miami e Orlando (são 378 quilômetros).



Redação com Turismo em Foco



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.