João Pessoa, 21 de Setembro de 2017

12 de Setembro de 2017

Cursos de Odontologia da UEPB se destacam como excelência

Cursos de Odontologia da UEPB se destacam como excelência

 Laboratórios amplos e aconchegantes, clínicas escolas bem estruturadas, equipamentos modernos e um projeto pedagógico inovador. Os cursos de Bacharelado em Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), ofertados nos câmpus de Campina Grande e Araruna, são referência para quem sonha em adquirir formação qualificada e fazer carreira em um dos campos mais promissores da área da Saúde.

Os estudantes que chegam para enfrentar cinco anos de uma formação rigorosa, distribuída em mais de 4 mil horas/aula, encontram toda uma engrenagem em funcionamento na “máquina de fazer sorrisos”. Entre a teoria e a prática, a busca pelo conhecimento e o aprimoramento da técnica, os futuros profissionais de Odontologia sabem que sairão da UEPB com a bagagem necessária para enfrentar o concorrido mercado de trabalho.

Fundado há mais de 45 anos em Campina Grande e tendo sido responsável, ao longo desse período, pela formação de milhares de profissionais em atividade no mercado, o curso tem buscado alcançar o nível de excelência. Os investimentos estruturais e pedagógicos, o esforço do corpo docente e outras melhorias dotaram o Bacharelado com um padrão que mereceu o reconhecimento do Ministério da Educação (MEC).

O curso, instalado no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), no Câmpus I, está entre os melhores do país em sua área, conforme atesta o resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2016, divulgado recentemente pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Odontologia obteve nota 4 em uma escala que possui 5 como nota máxima, índice suficiente para classificá-lo de alta qualidade. O bom desempenho nos indicadores resultantes do Enade foi comemorado por professores e estudantes da Instituição.

A professora Denise Nóbrega Diniz chegou no curso em 1989, após passar por um concorrido vestibular. Os tempos eram outros, mas o sonho da Universidade de garantir a excelência do Bacharelado já existia. Denise testemunhou parte da construção desse sonho e, hoje, na condição de chefe adjunta do Departamento, comemora os frutos de todo o esforço. “É um empenho grande de uma equipe que tem esse propósito de cada vez mais melhorar o ensino”, frisou.

Ela ressalta que o curso de Odontologia não se resume apenas às salas de aulas, mas às clínicas escolas, laboratórios e outros equipamentos que ajudam de forma prática na formação dos futuros profissionais da área. A professora adiantou que em breve o Departamento passará por novas melhorias estruturais, visto que o objetivo é conquistar a nota máxima no próximo Enade.

Para a ex-aluna, extensionista, professora e atual chefe adjunta, o bom desempenho no Enade traduz a realidade do curso e esforço e empenho da Administração da UEPB, da direção de Centro e da chefia do Departamento de manter o Bacharelado entre os melhores da região. O curso conta atualmente com 280 alunos matriculados e um quadro de docentes formado por 54 professores entre efetivos e substitutos.

Além de formar profissionais para o mercado de trabalho no sentido da assistência, o curso de Odontologia também conta com um grande número de profissionais que optam pela formação docente. Nesse sentido, o Programa de Pós-Graduação em Odontologia (PPGO) está cada vez mais fortalecido. Atualmente, mais de 60 estudantes estão matriculados no Mestrado e no Doutorado em Odontologia da UEPB, a maioria deles egressos da graduação.

Projeto Político Pedagógico

Coordenadora do curso no Câmpus I, a professora Kátia Simone Alves dos Santos destacou que a boa avaliação do MEC surge no momento de transição do Projeto Político Pedagógico do Bacharelado, com mudanças na grade curricular que são consideradas um marco. A proposta do curso é a formação com perfil de profissional generalista, com sensibilidade social e competências técnicas capazes de prestar atenção integral mais humanizada, com aptidão ao trabalho em equipe e à melhor compreensão da realidade em que vive a população, valorizando igualmente o saber científico e a visão humanística.

As estudantes Catarina Pereira Monteiro Lima e Ellem Cordeiro Costa estão no 8º período do curso e ficaram felizes ao saber que a graduação que cursam obteve o conceito 4 no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes. “Ficamos muitos felizes com esse resultado. Isso mostra que estamos equiparados com universidades de grandes centros”, comemorou Cataina. Com mesmo pensamento, Ellem Cordeiro disse que é gratificante fazer parte de um curso que atingiu um nível de qualidade tão bom. Ela acredita que, em breve, Odontologia alcançará o conceito 5.

Estudante do 10º período de Odontologia, Lidiane dos Santos Dantas vive seu dia a dia acadêmico em uma das quatro clínicas do curso. Nos últimos dois anos a rotina da futura odontóloga tem sido se revezar todas as manhãs entre a sala de aula e a clínica onde aplica todo os conhecimentos teórico no atendimento aos seus primeiros pacientes. No local, ela aprimora a técnica e, como resultado, alivia dores e devolve o largo sorriso das pessoas. Lidiane comemorou quando soube do desempenho do curso de Odontologia no Enade e disse que se sente mais segura e confiante em concluir um curso que tem o aval, o incentivo e a aprovação do MEC.

Conhecido como um dos setores que mais se destacam na UEPB, a Clínica Escola de Odontologia recebe a cada semestre dezenas de estudantes para as atividades práticas. A partir de 4º período, os graduandos já começam a ter os primeiros contatos com o espaço que retrata o seu futuro ambiente de trabalho. Inicialmente, eles atuam na Clínica de Promoção e Saúde Bucal. Posteriormente, no 5º período, eles passam a assistir aulas de várias disciplinas laboratoriais que são a base para a Clínica. Depois do 6º período, os graduandos vivenciam a rotina clínica diariamente.

O curso de Odontologia conta com quatro clínicas escolas realizando várias atividades. São as Clínicas de Dentística, Endodontia e Periodontia; Cirurgia e Prótese, além das Clínicas Integradas onde todas as especialidades são trabalhadas pelo aluno com atendimento gratuito a pacientes, de segunda a sexta-feira. A Clínica chega a atender mais de 250 pessoas por mês. Referência na oferta de serviços em tratamento bucal, a clínica realiza restaurações, serviços de endodontia (tratamento de canal), periodontia (raspagem), cirurgia, ortodontia, dentística e prótese, sendo este um dos mais procurados. Além disso, são realizados atendimentos em odontopediatria, voltado para crianças, e radiologia, reconhecido como setor de referência em Campina Grande.

A professora Raquel Gomes conta que na Clínica é trabalhado o tripé da Universidade, que é a o ensino, a pesquisa e a extensão. “É por isso que o curso obteve essa ótima avaliação. Também atribuo essa conquista ao esforço de todos que resultou no fortalecimento da Pós-Graduação na área,” destacou.

A estrutura do curso abriga, além as Clínicas Escolas, os laboratórios de Dentística e Endodontia, Prótese, Anatomia Bucal e Patologia que fazem exames com alto padrão de qualidade. Muitos profissionais formados no curso de Odontologia da UEPB atuam em clínicas particulares, como também na rede pública, com elevado índice de aprovação nos concursos públicos. “Hoje temos profissionais formados no curso de Odontologia atuando em várias partes do Brasil”, reforçou a professora e chefe do Departamento, Nadja Maria da Silva Oliveira Brito.

Araruna

O Curso de Odontologia do Câmpus VII é recente, mas já bem avaliado pelo MEC. Implantado há sete anos no Centro de Ciências, Tecnologia e Saúde (CCTS), no Câmpus de Araruna, o Bacharelado em Odontologia também obteve o conceito 4 no Enade. Com apenas quatro turmas formadas e inúmeros projetos de extensão em andamento, o curso é referência para os estudantes que sonham em fazer carreira nessa área. A coquista do selo de qualidade do MEC deixou professores e estudantes orgulhosos.

O coordenador do curso, professor Gustavo Gomes Agripino, ressaltou que o bom desempenho dos estudantes nas provas do Enade já era esperado, dado o trabalho que foi feito para tornar o curso excelente. Gustavo atribui o resultado ao empenho da Administração Central, ao esforço da direção do Centro e a dedicação dos professores, que mesmo diante das dificuldades sempre mantiveram todas as atividades em pleno funcionamento. Ele destacou o projeto pedagógico arrojado e interdisciplinar que une a teoria e a prática.

Professor Gustavo destacou que o projeto pedagógico do curso segue todas as exigências das diretrizes curriculares do Ministério da Educação e observou que os estudantes que realizaram as provas do Enade usaram como conhecimentos apenas as aulas do curso, não recorrendo a cursinhos preparatórios. O curso de Odontologia de Araruna conta com 300 estudantes matriculados e um quadro de docentes formados por 42 professores.

No ano passado, o curso ganhou três novas clínicas odontológicas e toda uma estrutura laboratorial, a exemplo dos Laboratórios de Diagnóstico, Patologia e Técnicas Histológicas, além do setor de Radiologia. O pleno funcionamento das clínicas escolas impulsionou as atividades desenvolvidas pelo Núcleo de Atenção Odontológica aos Pacientes com Necessidades Especiais (NUAPE) e pelo Núcleo de Atenção e Controle do Câncer Bucal (NACC). Os projetos de extensão que congregam o NUEPE beneficiam cerca de duas mil pessoas de várias cidades, enquanto os projetos do NACC são ainda mais abrangentes e alcançam quatro mil pessoas de várias cidades paraibanas.

Diretor do CCTS, o professor Manoel Antonio Gordon Núnez salientou que vários fatores favoreceram para o bom desempenho na avaliação de qualidade do MEC. O professor, que também é cirurgião dentista, citou a metodologia empregada ao longo do curso, a grade curricular ousada e a estrutura do curso como fatores decisivos para o bom resultado. Em relação ao novo currículo, o professor frisou que o modelo é inovador e prepara o aluno desde o 1º período para o campo de trabalho. Segundo ele, várias universidades já buscaram informações do modelo para aplicar em seus cursos.

Redação com assessoria



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.