João Pessoa, 22 de Novembro de 2017

13 de Setembro de 2017

Guarda Civil programa mobilização

Guarda Civil programa mobilização

Debatendo, desde o começo 2017, com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), em busca de melhoria salarial para a categoria que representa, o presidente do Sindicato dos Guardas Municipais da Paraíba (SINDGM-PB), José Luiz, já programou nova Assembleia-Geral para as 10h do dia 28 deste mês de setembro, em frente ao paço Municipal, para decidir se os servidores entrarão em greve, ou não, a partir dessa data.

A decisão foi tirada, na tarde de hoje (13) em mobilização que foi realizada, no Parque Sólon de Lucena (Lagoa), na presença de dirigentes sindicais, guardas e populares, quando José Luiz expôs resultado de reunião que se deu, no turno da manhã, em Água Fria (Centro Administrativo Municipal), com membros da equipe técnica do prefeito, tratando, sucessivamente, dessa questão.

Segundo ele, os auxiliares de Cartaxo ponderaram que só poderiam definir os rumos das negociações do problema quando o prefeito retornar do Exterior. Os guardas civis municipais de João Pessoa, segundo o líder classista, percebem o menor salário da categoria, no Nordeste, e, por isso mesmo, eles não se sentem estimulados, de forma alguma, para o exercício de suas funções (de preservação do patrimônio material da Cidade).

A categoria busca, além da equiparação salarial com alguns pisos pagos em cidades como Natal (RN) e Fortaleza (CE), bem como as próprias Bayeux e Cabedelo, na Paraíba, além de melhorias nas condições de trabalho dos servidores, a começar por coturnos e fardamento.

Apoio da Nova Central

Desde o começo das mobilizações, que o SINDGM-PB vem contando com efetivo e permanente apoio da Nova Central Sindical, na pessoa do presidente Antônio Erivaldo, que, na manifestação de ontem (Lagoa), colocou a entidade à total disposição da luta da categoria. Segundo ele, a questão de segurança, no Brasil, é de total calamidade pública, com maior evidência nos maiores centros urbanos – como João Pessoa, por exemplo.




Redação



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.