João Pessoa, 19 de Outubro de 2017

09 de Outubro de 2017

Creche de Minas Gerais vai ganhar nome de professora

Creche de Minas Gerais vai ganhar nome de professora

A creche Gente Inocente, em Janaúba, onde um vigia ateou fogo em crianças e funcionários na sexta-feira, vai ganhar um novo nome quando for reaberta. A Prefeitura da cidade do Norte de Minas Gerais vai homenagear uma das vítimas do incêndio e mudará o nome da unidade para Heley de Abreu Silva Batista, a professora que sacrificou a própria vida para salvar boa parte das crianças e evitar que Damião Soares dos Santos, de 50 anos, fizesse mais vítimas. Dez pessoas morreram no atentado (nove crianças e a professora). O vigia também colocou fogo em si mesmo e morreu cinco horas depois no hospital.

Segundo testemunhas, Heley entrou em confronto com Damião quando ele tentava ampliar ainda mais o incêndio na creche. A professora tinha 43 anos. Teve cerca de 90% do corpo atingido pelas chamas e não resistiu aos ferimentos.

No domingo, o presidente Michel Temer concedeu à professora a Ordem Nacional do Mérito. Segundo nota do Palácio do Planalto, a Ordem Nacional do Mérito é concedida a pessoas que deram exemplos de dedicação e serviço ao País e à sociedade brasileira. "Este é o caso da Professora Heley Batista, que sacrificou sua própria vida para salvar a vida de seus alunos, em um gesto de coragem e de heroísmo que emocionou a todos", conclui o comunicado.

Mãe de um casal adolescente e um bebê de um ano, a professora mineira Heley Abreu escolheu a Pedagogia como profissão por amar crianças.

— Trabalhamos há anos juntos e dei aula para os filhos dela. Uma excelente professora e ótima pessoa — relata o professor de Educação Física Izael Junior.

Segundo o professor, Heley carrega marcas de outra tragédia pessoal: há mais de dez anos, lembra ele, a professora perdeu um fillho afogado na piscina de um clube. O menino tinha quatro anos:

— Foi terrível, mas também vieram boas conquistas depois. Já quase com 40 anos e dois filhos crescidos, ela recebeu a notícia de que teria mais um filho. Nem estava esperando. Todos ficaram muito felizes. Quando soube até achei que ela estava brincando. Hoje o menino está com um ano.

Ao todo, a tragédia de Janaúba fez 57 vítimas. Durante o fim de semana, 23 crianças e adultos tiveram alta hospitalar. Elas estavam internadas porque inalaram fumaça do incêndio e não chegaram a ter queimaduras graves. Nesta segunda, mais uma criança recebeu alta: o garoto Lucas Gabriel Martins, de 4 anos, que estava internado na Santa Casa de Montes Claros.



O Globo



Enviar Comentário

O portal PB Agora esclarece aos internautas que o espaço democrático reservado aos comentários é uma extensão das redes sociais e, portanto, não sendo de responsabilidade deste veículo de comunicação. É válido salientar que qualquer exagero, paixão política e infrações à legislação são de responsabilidade de cada usuário, que possui sua própria conta na rede social para se manifestar, não tendo o PB Agora gerenciamento para aprovar, editar ou excluir qualquer comentário. Use o espaço com responsabilidade.